Que gargalos empurram os professores para a doação da aula?



Há muito tempo que o educador Paulo Freire vem alertando aos professores sobre a educação bancária, que desconsidera as experiências de vida dos alunos e sua epistemologia curiosa. Infelizmente, a priori, muitos educadores sabem o caminho metodológico para envolver os alunos no processo de ensino (um caminho mais estreito talvez), mas a correria e outros gargalos da educação pública brasileira empurram muitos destes mestres para a "doação de aula".
 
Veja quantas formações foram realizadas ao longo dos últimos 20 anos (pedagogia de projetos foi discutido exaustivamente entre professores), ate a velha discussão sobre projetos de ensinos (construido para o aluno) ou o projeto de aprendizagem(feito com o aluno,onde o discute os conteúdos que os alunos querem aprender e planeja os conteúdos que os alunos tambem deverao aprender e realiza momentos de sintese durante a execução do projeto para relacionar ate onde os alunos desenvolveram entre o que queriam aprender e planejamento do professor para aprendizagem de determinados conteúdos.
Bem, o texto em analise e muito interessante e nos fazer realizar varias perguntas, entre elas: por que o professor ainda nao  considera o conhecimento prévio do aluno em suas aulas? (a maioria).

Nenhum comentário: