Sigam-me os bons.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

LULA, O DELATOR MAIS COMPETENTE


LULA, O DELATOR MAIS COMPETENTE

De repente, para rimar com o título, os que se pretendem donos da gente puseram em prática mais uma etapa de reconquista do que acreditam ser o quintal deles, de preferência sem tiros, aproveitando a alienação de uma massa despolitizada e dividida entre analfabetos absolutos e analfabetos funcionais.
Para isso haveria que se montar uma farsa política com vestimenta de legalidade, com o aval do Judiciário.

Para conduzi-la, a necessidade de um homem com formação lá, de preferência em Harvard, universidade formadora de presidentes, diplomatas, agentes da inteligência e espiões.
Melhor ainda se tivesse feito cursos de especialização na Cia e no Ministério Público daquele país, adaptando a lei antiterror para anticorrupção, conforme os ditames postos em prática no continente.
Mas não bastava, este agente deveria ser pessoa de poucos escrúpulos e nenhuma ética, capaz de agir seletivamente, sem o menor pudor, pinçando o que deixar vazar para a mídia, em processos que correm em segredo de justiça, e espalhar mentiras e factóides, falar fora dos autos.
Tudo isto posto, o candidato deveria mostrar serviço, e o escândalo do Banestado foi o aval, com uma quadrilha roubando meio bilhão e sendo toda ela absolvida ou tendo os processos arquivados.
E nasceu a Lava Jato, sob a competente batuta de Sérgio Fernando Moro, the Judge, o escolhido, por preencher todos os requisitos exigidos.
A Operação Lava Jato nasceu como uma tropa de ocupação norte-americana, com função tripla: desestabilizar um governo que não atendia aos interesses geopolíticos e econômicos dos Estados Unidos, enfraquecer a esquerda brasileira e interromper o crescimento econômico, o que obviamente passa por neutralizar o ícone da esquerda brasileira, Luis Inácio Lula da Silva.
Só não contaram com o caráter dos aliados que tinham, todos denunciados passiva e involuntariamente por Lula.
Foram procurar contas secretas de Lula na Suíça e encontraram contas do Eduardo Cunha, de diversos empresários, da Globo... Do Lula, não.
Foram aos paraísos fiscais, nas Antilhas e na Europa, e acharam empresas off-shore da Globo, FHC, Serra, Aécio... Do Lula, não.
Foram ao setor elétrico e só encontraram todos os tucanos, aliados, e Bolsonaro, na lista de Furnas. Lula, não.
Foram à Operação Zelotes e encontraram a Gerdau, Itaú, Volkswagen, Bradesco, Globo... Lula, não.
Veio a Operação Carne Fraca, envolveu toda a direção da Friboi, e nenhum diretor conhecia o filho do Lula.
Foram ao triplex, não só encontraram a dona do imóvel, como descobriram que o resto do prédio é da Mossak, lavanderia internacional que presta serviços aos honestos empresários da Fiesp, Mossak em cujo nome está um outro triplex, avaliado em mais de vinte milhões, construído em área de preservação ambiental, próximo a um balneário, triplex de propriedade dos irmãos Marinho, donos da Globo. Do Lula, só descobriram que torce para o Corinthians.
Nesse meio tempo a Polícia Federal prendeu um helicóptero dos aliados, numa fazenda dos aliados, pilotado por um funcionário dos aliados, sem que a polícia federal tenha descoberto de quem era a meia tonelada de pasta de cocaína que estava a bordo. Lula não é o dono do helicóptero nem da fazenda, não estava pilotando nem é aliado.
Vão atrás de um sítio e em nenhum cartório, gaveta, cofre ou casa de laranjas há documentos afirmando que é do Lula, mas de outro dono. De Lula lá só dois pedalinhos e uma canoa de lata.
Nesse ínterim aparecem dois aeroportos construídos com dinheiro público em fazendas dos aliados e, pior, fora da rota dos vôos comerciais, mas na rota do narcotráfico. Lula não sabe onde fica o município mineiro de Cláudio, onde por obra e graça do Divino Espírito Santo nasceram dois aeroportos. Sabe onde fica o Cláudio, inclusive o visita, já que é o filho dele.
E por falar em aeroporto, há uma fazenda, centenas de vezes maior que o sítio que dizem ser do Lula, com um aeroporto, do tamanho do Santos Dumont, no Rio, construído por um empreiteira, que é de um ex presidente, que não é o Lula.
Agora Lula virou um salteador na Odebrecht, só que ao lado dele estão todos os aliados.
Contra os aliados, cheques, recibos, arquivos de computador... E contra Lula... “eu acho”, “creio que”, “tudo leva a crer que”... Vão acabar descobrindo que ele é viúvo.
Lula não precisa falar e muito menos apontar, o simples fato dele existir já é uma denúncia contra os ladrões, aliados do Judge e seus patrões ianques.


Francisco Costa
Rio, 13/04/2017.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana