MPF pede bloqueio de bens de Padilha, ministro golpista do governo PSDB-PMDB-FHC-Serra-Temer.

MPF pede bloqueio de bens de Padilha, ministro golpista de Temer Pedido é para braço direito do presidente golpista, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, também devolver R$ 300 mil aos cofres públicos

Política#ForaTemer, #NãoAoGolpe Foto: Lula Marques/Agência PT
Postado por Agência PT, em 19 de junho de 2016 às 10:20:51
Braço direito do presidente golpista, Michel Temer, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, deve devolver R$ 300 mil aos cofres públicos. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) à Justiça Federal, e inclui também o bloqueio dos bens de Padilha.

O MPF moveu ação de improbidade administrativa em que acusa o ministro de ter mantido uma funcionária “fantasma” em seu gabinete quando era deputado federal.

A ação de improbidade movida pelo MPF é consequência de outra investigação, de 2008, que apura o envolvimento de agentes públicos e empresários no desvio de recursos públicos destinados à compra de merenda escolar no município de Canoas (RS). Em escutas telefônicas, o nome de Padilha aparece como um dos integrantes de um grupo que realizada fraudes nas licitações —ele nega.

A investigação encontrou uma dona de casa apontada como funcionária do gabinete de Padilha por quatro anos sem nunca ter trabalhado para o então deputado e hoje principal ministro golpista de Temer.

Em 2011, o caso chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou as escutas ilegais, pois realizadas sem autorização do STF, necessária porque Padilha tinha prerrogativa de foro por ser deputado. Mas o STF determinou também que a Justiça Federal se pronunciasse sobre a ação de improbidade administrativa contra Padilha por conta da funcionária “fantasma”.

Agora, cabe à Advocacia-Geral da União (AGU) se manifestar sobre a continuidade do processo e sobre os pedidos de bloqueio de bens e de devolução dos R$ 300 mil.

Fim da Lava Jato
Padilha se envolveu em outra polêmica na última semana ao sugerir o fim da Operação Lava Jato. As investigações da Polícia Federal envolveram o presidente golpista Michel Temer e derrubaram três ministros do golpe.

Delação do ex-presidente da Transperto Sérgio Machado e de familiares revelaram que Michel Temer esteve envolvido em esquema de propinas.

“Tenho certeza que os principais agentes da Lava Jato terão a sensibilidade para saber o momento em que eles deverão aprofundar ao extremo e também de eles caminharem rumo a uma definição final”, disse, na quinta-feira (16).

Da Redação da Agência PT de Notícias

Nenhum comentário: