Quando se utiliza a palavra CORRUPÇÃO para fazer política partidária.



Amiga minha fala em votar no juiz Moro porque entende que que é único que combate a corrupção e está colocando corruptos na cadeia. E por isso, fiz vários questionamentos.

Como já expliquei: justiça boa é aquela que não enxerga ninguém, não enxerga partido, preto, mulher, rico ou pobre. 


Agora, não se pode se utilizar da justiça e nem DO jargão CORRUPÇÃO, para se fazer ato político-partidário. 

Outro dia um ex-aluno escreveu aqui: o bom era na ditadura porque não existia corrupção.

E eu perguntei: hoje tem mais corrupção ou tem mais fiscalização das instituições de controle externo e interno, além do controle social? 

E eu ainda lembrei: temos hoje o Portal da Transparência, Lei de Acesso à Informação, Controladoria Geral da União (que foi extinta no governo golpista). 

E por que o governo golpista extinguiu a CGU? Além do mais, o governo Dilma criou a Lei da Delação Premiada em que os golpistas querem alterar. A Lei Anticorrupção. 

E os governos Lula e Dilma nomearam sempre o Procurador Geral da República (primeiro da lista tríplice indicado pelo MPF), além de nomear negros e mulheres no STF. 

E o próprio MP fala: esse foi o primeiro governo que deixou que as operações da PF transcorresse dentro das normalidades institucionais.

Nenhum comentário: