O Congresso não é um circo, mas tem o seu próprio palhaço e muitos corruptos.


AP Photo/Felipe Dana

Envolvido em corrupção, Congresso brasileiro é circo que tem até seu próprio palhaço

Andrew Jacobs
Em Brasília 17/05/201606h00

Um dos espetáculos há mais tempo em exibição no Brasil conta com um número desconcertante de personagens cuja teatralidade aparece em milhões de televisores quase toda noite.

O elenco em constante mudança de 594 integrantes e inclui suspeitos de homicídio e tráfico de drogas, ex-jogadores de futebol, um campeão de judô, um astro sertanejo e uma coleção de homens barbados que adotaram papéis como líderes do movimento das mulheres.

O elenco até mesmo inclui um palhaço cujo nome significa "Zangado".

Mas eles não são atores. Eles são os homens e mulheres que servem no Congresso nacional. Leia mais

Nenhum comentário: