Sigam-me os bons.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Ministro golpista do MEC quer a privataria das Universidades Federais.

Ministro golpista quer mensalidade em universidades públicas

Ministro golpista quer mensalidade em universidades públicas Mendonça Filho é do DEM, partido que foi contra: ProUni, FIES, ENEM, cotas, 50% do fundo do pré-sal para a Educação e 75% dos royalties do petróleo para o setor 


Política#ForaTemer, #NãoAoGolpe Fotos: Antonio Cruz/Agência Brasil
Postado por Agência PT, em 17 de maio de 2016 às 15:23:29
Cinco dias após o golpe parlamentar que afastou do cargo a presidenta eleita, Dilma Rousseff, o ministro golpista da Educação, Mendonça Filho, afirmou que vai apoiar as universidades públicas federais que quiserem cobrar mensalidades nos cursos de extensão e pós-graduação. A informação foi publicada pelo portal “UOL” nesta terça-feira (17).


Mendonça Filho já havia se posicionado a favor de projetos no Congresso Nacional com esse teor. Segundo ele, a ideia é dar fôlego de caixa para as universidades, cobrando dos alunos de extensão e pós-graduação. Mendonça Filho pertence ao DEM, partido que foi contra o ProUni, o FIES, o ENEM, a política de cotas, a destinação de 50% do fundo do pré-sal para a Educação e a previsão de 75% dos royalties do petróleo para a Educação.

Ao dizer que “nos últimos anos, o Brasil conseguiu universalizar o acesso às universidades”, o ministro golpista reconhece a atuação dos governos Lula e Dilma na área e revela que sua disposição de instituir mensalidade nas universidades públicas contrasta com a política das gestões do PT que deram resultados expressivos no ensino superior.

Desde 2003, os governos Lula e Dilma criaram 18 universidades novas. No dia 9 de maio, em ato com educadores, Dilma anunciou a criação das universidades de Catalão e Jataí (GO), Delta do Parnaíba (PI), Araguaína e Norte do Tocantins (TO) e Rondonópolis (MT). Além disso, inaugurou outros 40 novos campi para se somarem aos 562 já existentes.

O posicionamento de Mendonça Filho pode abrir mais uma frente de reação ao governo golpista de Michel Temer, que já deu mostras de conivência com a corrupção e provocou protestos de mulheres e artistas devido à extinção do Ministério da Cultura e da ausência de mulheres e negros no primeiro escalão do governo. Durante o Festival de Cannes, os representantes do filme brasileiro “Aquarius” se manifestaram contra o golpe no país.

A falta de mulheres no ministério foi duramente criticada ao redor do mundo e por estudiosas e militantes dos direitos das mulheres.

Diante da quantidade de medidas despropositadas já anunciadas, a Comissão de Educação do Senado aprovou nesta terça-feira (17) um requerimento que convoca o ministro golpista da Educação para prestar esclarecimento sobre o fim do Ministério da Cultura.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana