Defesa contra o impeachment feita por José Eduardo Cardozo, da AGU


Não existe fato contra a presidente capaz de derrubar os 54 milhões de votos que a elegeram. Quando se suprime o voto, se perde a liberdade. A História não perdoará aqueles que romperem com a democracia. Qualquer governo que venha a nascer de uma ruptura institucional, não terá legitimidade para governar. Cedo ou tarde isso será cobrado”, afirmou Cardozo. “Não há ilícito, não há dolo [intenção]. E, se esta Casa [a Câmara] vier a seguir outro caminho, estará revelando descompromisso profundo com aquilo que outrora se festejou quando se derrotou a ditadura no Brasil”, disse. A defesa de Cardozo levantou um coro de deputados com a palavra de ordem “Não vai ter golpe”.

Nenhum comentário: