Sigam-me os bons.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Marina defendia a punição de torturadores. Agora, se diz a favor da Anistia

Mais um vaivém de Marina: Candidata defendia a punição de torturadores. Agora, se diz a favor da Anistia - Os Amigos do Presidente Lula

 Antes era assim Mais uma para a lista dos vaivéns de Marina. A candidata, que agora se diz contra a revisão da Lei da Anistia, pensava o contrário antes de disputar a Presidência. Ela defendia a punição de militares acusados de torturar na ditadura.

Agora é assado

 Em 2008, Marina escreveu em artigo na Folha: "A tortura é crime hediondo, não é ato político nem contingência histórica. Não lhe cabe o manto da Lei da Anistia". Ontem, em sabatina no portal Gl, declarou que é contra rever a lei.(Leia aqui na Folha o artigo)

“A tortura é crime hediondo, não é ato político nem contingência histórica. Não lhe cabe o manto da Lei de Anistia. À justiça aqueles que, por decisão individual e intransferível, utilizaram esse instrumento torpe. Seu ajuste de contas não pode se limitar ao contencioso direto com suas vítimas. Somos todos atingidos duplamente, em nossa humanidade e em nossa cidadania. O Estado, que nos representa, deve agir tendo em conta essa dimensão''.

Na sexta-feira, a candidata divulgou seu programa de governo. Um dia depois, mudou passagens relevantes sobre emprego de energia nuclear, casamento de pessoas do mesmo sexo e criminalização da homofobia. Alegou ter havido “falha processual na editoração'' do texto.Foi o repórter Bernardo Mello Franco quem informou sobre mais essa reviravolta de Marina Silva (aqui).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana