Sigam-me os bons.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Dilma, o que teria acontecido com o Brasil se não tivesse BB, Caixa Econômica e BNDS?

dilma

Em BH, Dilma diz ser temerário mexer com bancos públicos, como propõe Marina

Presidenta, candidata à reeleição, questiona o que teria acontecido com a economia brasileira não fosse o papel dos três bancos públicos no início da crise, em 2009
 
por Redação da RBA publicado , última modificação 03/09/2014 18:34
Comments
Hoje em Dia/Folhapress
Presidenta participou da 8ª Olimpíada do Conhecimento e destacou a importância da inovação para o país
São Paulo – Ao participar da 8ª Olimpíada do Conhecimento na tarde de hoje (3), em Belo Horizonte, a presidenta Dilma Rousseff voltou a defender a política industrial de seu governo, atacada pela sua principal adversária na disputa eleitoral, Marina Silva, do PSB. Admitiu que a economia brasileira enfrenta um momento difícil, mas questionou: "O que teria acontecido se não tivéssemos feito isso?", referindo-se às bases dessa política, com a criação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ciência sem Fronteiras e da política de conteúdo nacional da indústria. Essas ações, cuja finalidade é qualificar e criar emprego, foram sustentadas pela atuação dos bancos públicos, que garantem crédito subsidiado.
"E como pode alguém querer reduzir o papel dos bancos?", questionou Dilma. Para ela, é inaceitável e temerária a proposta de Marina: "Os bancos públicos dão crédito subsidiado para os investimentos no Brasil", disse, exemplificando: "O BNDES é responsável por sustentar a política de investimento. O Banco do Brasil financia o Plano Safra, que, para a agricultura familiar destinou R$ 24 bilhões, e mais R$ 156 bilhões para o agronegócio, totalizando R$ 180 bilhões."
O programa de governo de Marina comenta que os bancos públicos "expandiram agressivamente" sua atuação em meio à crise de 2008 e 2009, e depois disso mantiveram a elevação da oferta de crédito em substituição ao papel do setor privado. "A expansão do crédito corporativo concedido por bancos públicos teve caráter  concentrador: alocou empréstimos subsidiados prioritariamente para grandes empresas, e para isso fez uso crescente de recursos fiscais." Com isso, o projeto entende ser necessário fazer uma transição para que o setor privado passe a ser majoritário nos subsídios a agropecuária e habitação popular.
Em 2009, a crise atingiu o mundo inteiro com o fim do crédito, recordou Dilma. "Nós aguentamos e reagimos porque tínhamos três bancos públicos que garantiram crédito, porque no mercado internacional não tinha um centímetro de crédito." E voltou a cutucar Marina: "O papel dos bancos é bom conhecer primeiro pra depois propor, senão desestrutura a economia brasileira."
Também rebateu críticas que recebeu de Marina sobre a política de subsídios: "O Minha Casa, Minha Vida é subsidiado, porque uma pessoa que ganha pouco não tem como comprar, a não ser que o Tesouro subsidie. Nós temos política de subsídio e não nos envergonhamos dela, que sustenta toda a estrutura produtiva do país."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana