Saiba quem é o Romeu Tuma Júnior, novo herói da Veja e dos coixinhas.

O jornal 'O Estado de S.Paulo' publicou reportagem denunciando a relação próxima entre o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr., e o chinês Li Kwok Kwen, o Paulo Li, apontado como chefe da máfia chinesa paulista, investigado pela Polícia Federal. 
 
Segundo o inquérito, Li tinha livre trãnsito na secretaria e ganhava dinheiro intermediando vistos para chineses ilegais. Por outro lado, o secretário, que preside o Conselho Nacional de Combate à Pirataria, aparece como cliente de Li, encomendando celulares e um videogame. 
 
Outras gravações mostram Tuma Jr. fazendo lobby em favor do namorado de sua filha. Ouça as gravações feitas pela Polícia Federal e leia as reportagens publicadas pelo Estadão.
Áudios:
Veja também:

Nenhum comentário: