Justiça federal confirma deputados e senadores do PSDB no assalto aos trens e metrô de São Paulo.

Ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer teria descrito nomes de políticos da alta cúpula tucana envolvidos com o esquema de superfaturamento e propinas.

Trensalão: Justiça federal confirma deputados e senadores do PSDB na rota da propina

Pânico geral no ninho tucano.

Deu no Estadão:
A Justiça Federal decidiu nessa segunda-feira, 9, remeter para o Supremo Tribunal Federal (STF) o inquérito que investiga o cartel de trens no sistema metroferroviário de governos do PSDB em São Paulo, entre 1998 e 2008. A decisão, sobrescrita pelo juiz Marcelo Costenaro Cavali, da 6ª Vara Criminal Federal, acolhe representação da Polícia Federal. 


"O inquérito policial foi remetido ao Supremo Tribunal Federal em razão de ter sido mencionada a eventual prática de infrações penais por autoridades detentoras de foro por prerrogativa de função perante àquela Corte", esclarece, em nota, a Justiça Federal. 
O inquérito da PF cita deputados federais e outros políticos que detêm foro privilegiado perante o STF (...)

O problema agora é impedir o STF de jogar o processo para o fundo da gaveta como fez com o mensalão tucano.

Nenhum comentário: