"Mesmo diante de uma decisão injusta, eu me submeti ao cumprimento da lei, mas não estão cumprindo a lei pra mim"

O ex-ministro José Dirceu, em conversa com um dos seus advogados, Rodrigo Dall'Acqua, neste domingo, 17, no presídio da Papuda, em Brasília, criticou a forma como esta sendo conduzida sua prisão, em decorrência da condenação na Ação Penal 470, o processo do mensalão. "Mesmo diante de uma decisão injusta, eu me submeti ao cumprimento da lei, mas não estão cumprindo a lei pra mim", disse.

Os advogados de Dirceu e de outros condenados criticam o mandado de prisão expedido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que não especificou que a prisão deveria ser cumprida, inicialmente, em regime semiaberto, descumprindo a decisão do próprio tribunal. A defesa do ex-ministro apresentou petição ao STF cobrando uma posição de Joaquim Barbosa sobre o caso.

Nenhum comentário: