Helicóptero era do Perrella. Fazenda era do Perrella. Piloto era empregado do Perrella, mas 50 milhões em cocaína viram pó na #Rede Globo.

ESCÂNDALO ESCONDIDO

Sempre tão diligente em escandalizar qualquer indício de irregularidade ou de desvio de conduta de petistas e de administrações do PT, a velha mídia nacional parece ter se engasgado com a notícia da semana: a apreensão, no Espírito Santo, de um helicóptero com mais de 400 quilos de cocaína a bordo, por agentes da Polícia Federal, no domingo, dia 24.

A aeronave pertence ao deputado estadual de Minas Gerais Gustavo Perrella, do recém-criado Solidariedade. Filho do ex-senador e ex-presidente do Cruzeiro Zezé Perrella (PDT-MG), Gustavo é amigo do senador Aécio Neves, do PSDB, e faz parte da base de apoio tucana no estado.

Essa mistura de relação pessoal e política da família Perrella com Aécio bastou, ao que tudo indica, para tirar o caso do noticiário. 

De repente, parece que foram 400 quilos de algodão, e não de cocaína pura, o que a PF encontrou dentro de um helicóptero de um deputado ligado aos tucanos de Minas.

Os Perrella tentaram botar a culpa no piloto do helicóptero, Rogério Almeida Antunes, mas não contavam com a astúcia do rapaz. Antunes, que é contratado (!) pela Assembleia Legislativa de Minas, tomou o cuidado de fazer duas ligações para Gustavo Perrella antes de decolar com a droga.

Confira mais informações no link:

http://migre.me/gN7Ud 

A nação, estupefata, aguarda a usual reação indignada dos colunistas dos jornalões e os rostos contritos dos apresentadores dos telejornais ao noticiar, nos próximos dias, a evolução da investigação da PF.

#sóquenão
 Helicóptero era do Perrella. Fazenda era do Perrella. Piloto era empregado do Perrella. Só a coca que não tinha dono...? E vocês sabem que é Perrela e quais motivos levaram Rede Globo, Folha, Estadão e Veja a esconderem este pó? Bem, só pesquisando porque pelas lentes da Rede Globo 50milhões em cocaína viraram pó.
ESCÂNDALO ESCONDIDO

Sempre tão diligente em escandalizar qualquer indício de irregularidade ou de desvio de conduta de petistas e de administrações do PT, a velha mídia nacional parece ter se engasgado com a notícia da semana: a apreensão, no Espírito Santo, de um helicóptero com mais de 400 quilos de cocaína a bordo, por agentes da Polícia Federal, no domingo, dia 24.

A aeronave pertence ao deputado estadual de Minas Gerais Gustavo Perrella, do recém-criado Solidariedade. Filho do ex-senador e ex-presidente do Cruzeiro Zezé Perrella (PDT-MG), Gustavo é amigo do senador Aécio Neves, do PSDB, e faz parte da base de apoio tucana no estado.

Essa mistura de relação pessoal e política da família Perrella com Aécio bastou, ao que tudo indica, para tirar o caso do noticiário.

De repente, parece que foram 400 quilos de algodão, e não de cocaína pura, o que a PF encontrou dentro de um helicóptero de um deputado ligado aos tucanos de Minas.

Os Perrella tentaram botar a culpa no piloto do helicóptero, Rogério Almeida Antunes, mas não contavam com a astúcia do rapaz. Antunes, que é contratado (!) pela Assembleia Legislativa de Minas, tomou o cuidado de fazer duas ligações para Gustavo Perrella antes de decolar com a droga.

Confira mais informações no link:

http://migre.me/gN7Ud

A nação, estupefata, aguarda a usual reação indignada dos colunistas dos jornalões e os rostos contritos dos apresentadores dos telejornais ao noticiar, nos próximos dias, a evolução da investigação da PF.

‪#‎sóquenão‬

Nenhum comentário: