Repórter americano relata entrevista com delator de cartel do Metrô de SP Há três anos, o jornalista Bryan Gibel veio de Berkeley para investigar a corrupção no Metrô de São Paulo; foi ele quem publicou pela primeira vez a carta, que apareceu agora na imprensa brasileira, e entrevistou o ex-executivo que revelou o escândalo
Americano entrevistou, em 2010, ex-executivo da Siemens que denunciou esquema de corrupção nos governos de SP e do DF Foto: Agência Pública
 
Americano entrevistou, em 2010, ex-executivo da Siemens que denunciou esquema de corrupção nos governos de SP e do DF Foto: Agência Pública
 
Agência Pública

Em um dia frio e nublado em São Paulo, entrei em um escritório bagunçado, escondido nos meandros da Assembleia Legislativa, e me vi diante do ex-executivo da Siemens que há mais de um mês eu tentava localizar. Dois anos antes, esse homem de identidade sigilosa havia entregado a deputados do PT documentos que descreviam minuciosamente como dois dos maiores conglomerados europeus - a francesa Alstom e a alemã Siemens - tinham distribuído propinas por mais de uma década para conseguir contratos de construção e operação das linhas de metrô e do sistema de trens da região metropolitana de São Paulo. Os documentos tinham sido enviados pelo PT, em agosto de 2008, ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP), que já participava de uma investigação sobre a Alstom a convite de autoridades suíças.
Portal Terra. 

Nenhum comentário: