Sigam-me os bons.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

PLANOS DE SAÚDE TERÃO DE JUSTIFICAR ATENDIMENTO NEGADO EM ATÉ 48 HORAS


Medida começa a valer em 60 dias; negativas serão monitoradas pela Agência Nacional de Saúde e poderão suspender venda de convênios médicos
 
Sarah Fernandes
Rede Brasil Atual
Publicado em 05/03/2013

ANS ampliará canal de atendimento dos usuários, que passarão de 45 pontos para 90 (Foto: Elza Fiuza/ABr)

São Paulo – Todos os planos de saúde do país terão até 48 horas para justificar por escrito, em e-mail ou correspondência, as negativas de marcação de consultas, exames e procedimentos médicos para os usuários, apontando a cláusula legal que impossibilita o oferecimento do serviço. A medida, anunciada hoje (5) pelo Ministério da Saúde, começa a valer após 60 dias da sua publicação no Diário Oficial da União, prevista para amanhã (6).

Caso deixem de informar a cláusula legal que justifique a negativa, os planos de saúde serão multados em R$ 30 mil e poderão sofrer, ainda, a multa de negativa indevida de atendimento, que varia entre R$ 80 mil e R$ 100 mil. A medida atende a uma recomendação sugerida pelos usuários ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A negativa de atendimento é uma das queixas mais comuns junto aos órgãos de defesa do consumidor ( Leia mais em: http://www.redebrasilatual.com.br/temas/economia/2013/03/ranking-do-idec-aponta-planos-coletivos-de-saude-como-viloes-dos-consumidores).

Os usuários deverão solicitar o documento com o plano de saúde e, caso não recebam em 48 horas, deverão entrar em contato com a Agência Nacional de Saúde (ANS), pelo telefone 0800 701 9656. “Qualificar o motivo da negativa permite à ANS agir mais rápido e ajuda a aprimorar o monitoramento da qualidade do atendimento”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em entrevista coletiva convocada para anunciar a medida.

Os planos com elevado número de negativas indevidas estarão sujeitos a proibição do ministério de incluírem novos usuários, o que já ocorre com aqueles que não respeitam o prazo de atendimento estipulado pelo órgão ( Leia mais em: http://www.redebrasilatual.com.br/temas/saude/2013/01/ministerio-da-saude-suspende-venda-de-225-convenios-medicos) “Muitas vezes os planos usavam a negativa pra postergar prazo correto de atendimento”, disse Padilha. “O usuário tem o direito de ter acesso à informação e em um tempo hábil. Esta é uma medida pedagógica para melhorar qualidade do atendimento.”

O diretor-presidente da ANS, André Longo, anunciou que o órgão vai ampliar o canal de atendimento do Disque ANS, que atende as reclamações dos usuários, de 45 pontos para 90. “O consumidor, ao conhecer seus direitos e deveres, vai atuar de maneira mais adequada”, afirmou. “É uma medida importante para empoderar o cidadão de informações necessárias para exercer seus direitos. Ela diminui a assimetria de informação existente nesse mercado.”

Cerca de 62 milhões de brasileiros têm cobertura de planos médicos ou odontológicos no país. Durante o ano de 2012, a ANS recebeu 75.916 reclamações de consumidores. Destas, 75,7% (57.509) foram referentes a negativas de cobertura.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana