Rede Globo descarta Carlha Vilhena como objeto que se joga no lixo, sem algum valor.

Muitos funcionários da Rede Globo descobrem tardiamente que suas vidas foram inúteis, trabalhando para uma organização bastarda, cujo único objetivo é defender  os  interesses  dela a qualquer custo, nem que para isso tenha que sabotar o próprio país e desempregar o  povo brasileiro. 
Você olha para pessoas como Jô Soares, Bonner, Cid Moreira e tantos outros funcionários envelhecendo, mas que não passam de um monte de estrume que não contribuíram em nada para o desenvolvimento de nosso país. 

O estrume, por exemplo , ainda tem alguma utilidade, mas esses serviçais não passam de vermes que a serviço deste câncer - Rede Globo de Manipulação - tentam sabotar o país continuamente, com suas matérias negativas que favorecem os interesses dos especuladores.

Ao contrário, optaram por ser instrumento de um entulho da ditadura civil-militar. 

DEU NA COLUNA DE DANIEL CASTRO – R-7
Foram dramáticos os últimos minutos da jornalista Carla Vilhena como apresentadora do Bom Dia São Paulo e do bloco paulista do Bom Dia Brasil, na última sexta-feira.


Carla soube pela imprensa, na véspera, que deixaria o telejornal, que apresentava desde meados de 2010, para se tornar repórter do Fantástico.
Na sexta, ela escreveu uma nota de despedida do público, mas foi proibida pela direção de jornalismo da Globo, enquanto apresentava o Bom Dia São Paulo, de ler o texto.
Abalada, Carla não conseguiu terminar sua participação no Bom Dia Brasil. Chorava tanto que teve de ser substituída, às pressas, por uma moça do tempo. Foi embora sem levar suas roupas e pertences, amparada por funcionários da Globo.
Desde ontem, o telejornal está sendo apresentado pela repórter Monalisa Perrone.
No final do mês, a apresentação do Bom Dia São Paulo caberá a Rodrigo Bocardi, ex-correspondente em Nova York.
O jornal será totalmente reformulado, com mais entradas ao vivo.

Nenhum comentário: