Sigam-me os bons.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

É hora de reagir: #mexeucomlulamexeucomigo

Foto: É HORA DE REAGIR! (Editorial da edição nº 722, de 12/12/2012)   Com a ofensiva do Supremo Tribunal Federal (STF) contra o PT - num processo que ameaça criminalizar os movimentos sociais e judicializar a política – a patronal avança contra direitos e conquistas dos trabalhadores, o PSDB pressiona, para impor as necessidade do imperialismo de sobreviver à sua crise sangrando a classe trabalhadora.  A Confederação Nacional do Comércio diz que o reajuste real do salário mínimo todos os anos prejudica a “competitividade”!  A Confederação Nacional da Indústria entregou ao governo um catatau de 101 medidas para desregulamentar o trabalho, onde propõe que “negociado” entre patrões e empregados “prevaleça sobre o legislado”.  Empresas de energia de Estados governados pelo PSDB, com Aécio Neves à frente, abrem guerra contra a proposta do governo que barateia o custo da energia elétrica.  A situação de pressão chega a tal ponto que o jornal inglês, The Economist, porta-voz do capital financeiro, “propõe”, agora, a demissão do antes elogiado ministro Mantega.  O que faz o governo? Mais concessões privadas, como dos Portos, mais desoneração e isenções aos patrões que não investem e “agradecem” os benefícios com demissões.  Chega de ceder à pressão imperialista!  Concessão aos patrões só facilitam novos ataques às conquistas dos trabalhadores, ao PT e à CUT.  É hora de Dilma adotar outra política, enfrentar as pressões e proteger a nação e os trabalhadores.  São as necessidades do imperialismo de privatizações e benefícios ao capital que movem o ataque contra o PT. É hora de reagir.  A brutalidade do ataque contra o PT contrasta com a passividade da direção. O presidente Rui Falcão alega que “não quer passar o ano de 2013 enfrentando o STF”. A imprensa registra que o Planalto aconselha a não reagir.  Mas o STF, a mídia, o patronato e seus partidos se preparam para passar o ano de 2013 atacando as conquistas, o PT e as organizações populares!  Não reagir só lhes facilita a ofensiva. O imperialismo não tem tempo a perder: precisa impedir que os trabalhadores sirvam-se de suas organizações para fazer frente à política de terra arrasada.  A passividade da direção contrasta com a disposição da base que quer defender o partido, como mostram os atos em defesa do PT já realizados.  A essa disposição, enquanto a direção se cala, dirigentes petistas, sindicalistas e parlamentares, respondem agindo como todo o partido deveria agir, com a convocação de Atos em defesa do PT e dos direitos democráticos, proposta lançada na abertura do Encontro do Diálogo Petista.  A reação começa e deve se ampliar até o 33º aniversário do partido em fevereiro de 2013, com atividades que reafirmem o PT e nossas bandeiras, em unidade de todo o partido contra os ataques do STF.  Na defesa do PT e das organizações construídas pelos trabalhadores, a Corrente O Trabalho ocupa plenamente o seu lugar e com o Diálogo Petista impulsiona as reuniões de volta do Encontro Nacional para encaminhar as decisões adotadas.  No curso desse combate reafirmamos que a luta dos trabalhadores deve ser sustentada pelos trabalhadores. Por isso pedimos sua contribuição à nossa campanha financeira, com a compra do Calendário de 2013 “O movimento operário e os 30 anos da CUT”.  ..........  Leia a imprensa operária! Assine O TRABALHO: http://jornalotrabalho.com.br/assinaturas.php
É HORA DE REAGIR!
(Editorial da edição nº 722, de 12/12/2012)


Com a ofensiva do Supremo Tribunal Federal (STF) contra o PT - num processo que ameaça criminalizar os movimentos sociais e judicializar a política – a patronal avança contra d...
ireitos e conquistas dos trabalhadores, o PSDB pressiona, para impor as necessidade do imperialismo de sobreviver à sua crise sangrando a classe trabalhadora.

A Confederação Nacional do Comércio diz que o reajuste real do salário mínimo todos os anos prejudica a “competitividade”!

A Confederação Nacional da Indústria entregou ao governo um catatau de 101 medidas para desregulamentar o trabalho, onde propõe que “negociado” entre patrões e empregados “prevaleça sobre o legislado”.

Empresas de energia de Estados governados pelo PSDB, com Aécio Neves à frente, abrem guerra contra a proposta do governo que barateia o custo da energia elétrica.

A situação de pressão chega a tal ponto que o jornal inglês, The Economist, porta-voz do capital financeiro, “propõe”, agora, a demissão do antes elogiado ministro Mantega.

O que faz o governo? Mais concessões privadas, como dos Portos, mais desoneração e isenções aos patrões que não investem e “agradecem” os benefícios com demissões.

Chega de ceder à pressão imperialista!

Concessão aos patrões só facilitam novos ataques às conquistas dos trabalhadores, ao PT e à CUT.

É hora de Dilma adotar outra política, enfrentar as pressões e proteger a nação e os trabalhadores.

São as necessidades do imperialismo de privatizações e benefícios ao capital que movem o ataque contra o PT. É hora de reagir.

A brutalidade do ataque contra o PT contrasta com a passividade da direção. O presidente Rui Falcão alega que “não quer passar o ano de 2013 enfrentando o STF”. A imprensa registra que o Planalto aconselha a não reagir.

Mas o STF, a mídia, o patronato e seus partidos se preparam para passar o ano de 2013 atacando as conquistas, o PT e as organizações populares!

Não reagir só lhes facilita a ofensiva. O imperialismo não tem tempo a perder: precisa impedir que os trabalhadores sirvam-se de suas organizações para fazer frente à política de terra arrasada.

A passividade da direção contrasta com a disposição da base que quer defender o partido, como mostram os atos em defesa do PT já realizados.

A essa disposição, enquanto a direção se cala, dirigentes petistas, sindicalistas e parlamentares, respondem agindo como todo o partido deveria agir, com a convocação de Atos em defesa do PT e dos direitos democráticos, proposta lançada na abertura do Encontro do Diálogo Petista.

A reação começa e deve se ampliar até o 33º aniversário do partido em fevereiro de 2013, com atividades que reafirmem o PT e nossas bandeiras, em unidade de todo o partido contra os ataques do STF.

Na defesa do PT e das organizações construídas pelos trabalhadores, a Corrente O Trabalho ocupa plenamente o seu lugar e com o Diálogo Petista impulsiona as reuniões de volta do Encontro Nacional para encaminhar as decisões adotadas.

No curso desse combate reafirmamos que a luta dos trabalhadores deve ser sustentada pelos trabalhadores. Por isso pedimos sua contribuição à nossa campanha financeira, com a compra do Calendário de 2013 “O movimento operário e os 30 anos da CUT”.

..........

Leia a imprensa operária!
Assine O TRABALHO: http://jornalotrabalho.com.br/assinaturas.php
Ver mais

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Para mudar Russas como Lula mudou o Brasil

Lula fala aos russanos:

Força Lula

Governar é cuidar do povo

Pela valorização do magistério

Blogs Russanos

O PT tem os defeitos de todos os partidos, mas nenhum tem as suas virtudes.

Image and video hosting by TinyPic

Privataria Tucana